Post Aleatório

1. O modo de preparo é igual para pães doces e salgados?
Pedro explica que o processo é basicamente o mesmo, mas a diferença está no preparo de massas doces, que devem começar sendo feitas pela técnica da “esponja”. “Se a massa estiver com 15% ou mais de açúcar ou 25% ou mais de gordura, deve-se fazer uma esponja com uma parte da farinha de trigo, da água e todo o fermento da receita”. Nas receitas doces, este é o primeiro passo. Misture primeiro a farinha, a água, o fermento e espere cerca de 15 a 20 minutos para agir. Depois é só acrescentar os outros ingredientes pedidos na receita.
2. A temperatura dos ingredientes interfere no resultado final?
“Sim. A massa deve sair com uma temperatura entre 23ºC e 25ºC após a mistura dos ingredientes. Se ela sai com uma temperatura elevada, o pão começa a fermentar rápido demais. Usar qualquer líquido morno acelera a fermentação, o que não é bom para o pão, pois perde qualidade, aroma e sabor. Para isso a água tem que estar gelada (cerca de 5ºC)”.
3. Minha massa fica mole e não desgruda das mãos. Como a deixo mais firme?
“A massa mole significa que está muito hidratada. Mas massa que gruda na mão não quer dizer que está errada e muito hidratada! Para a massa não grudar na mão, diminua a quantidade de água da receita”.
4. Qual é a diferença entre o fermento biológico seco e o fermento fresco?
Pedro explica que a diferença está na forma como foram produzidos. “O fermento seco é desidratado, tornando-o mais concentrado e 3 vezes mais “forte”. Por isso, a quantidade de fermento seco usado na massa tem que ser menor que o fermento fresco. Por exemplo: se a receita pede fermento fresco , mas você só tem o seco, divida o peso do fermento por três”.
Pão de aveia com farinha integral
5. Entre a farinha integral e a farinha branca, qual é a melhor escolha?
Tudo depende de cada receita. “Pães com farinha integral tendem a ser mais densos (pela farinha conter menos glúten) e ricos em fibras. Pães brancos são macios e mais leves”. A diferença entre as farinhas se dá pelo processo de produção e moagem do grão.
6. Há diferença entre sovar o pão com a mão e sovar com a ajuda de equipamentos?
“Não. Qualquer pão pode ser feito na mão, batedeira ou amassadeira (equipamento profissional). O mais importante é desenvolver o glúten. Fazer um pão na mão demora mais tempo que na batedeira ou amassadeira, esta é a diferença”.
7. Por que a massa precisa descansar?
“Toda vez que a massa é manipulada, é necessário deixá-la descansar porque o glúten é elástico e ele precisa relaxar para a massa não rasgar ou para massa não “voltar” na hora de modelar”.
8. Como saber se minha massa cresceu o suficiente?
Pedro explica que a massa cresce cerca de 1 vez e meia em relação tamanho original. “Uma outra dica é tocar no pão e senti-lo macio (deve ficar com a marca do dedo no pão após o toque)”.
Pães, saindo do forno, fresquinh e quentinho, delicia
9. Por que meu pão fica assado por fora, mas cru por dentro?
Atente-se à temperatura alta do forno: “Para pães doces, use o forno por cerca de 150/160ºC. Para pães com casca, usar por cerca de 180ºC”.
10. Pães têm prazo de validade?
Sim, apesar de ser difícil definir um prazo padrão de duração. “A validade pode diminuir se o pão for mais úmido ou recheado ou se a manipulação for em local com pouca higiene. Para garantir que o pão dure mais, o melhor é guardá-lo dentro de um saco plástico na geladeira. Ele deve durar ao menos 5 dias”. Lembre-se: os pães recheados duram bem menos por terem o recheio úmido.
11. Por que meu pão ficou duro e seco?
Pedro diz que “a farinha é quem manda na receita”. Como ela está em toda a receita, normalmente o restante dos ingredientes é calculado em cima do peso da farinha. “O que pode deixar o pão duro e seco é a falta de técnica, como não desenvolver bem o glúten na sova da massa, ou colocar pouco líquido na massa”. Entre os ingredientes que ajudam na maciez do pão é a gordura (manteiga, azeite ou óleo) e o açúcar.
12. E afinal, o que é glúten?
É uma proteína presente no grão de trigo, centeio, aveia e outros cereais. Ele está na farinha branca e integral,
comumente utilizadas na produção de diversos alimentos, inclusive pães.

fonte-https://www.facebook.com/CozinhaMaravilhosaOFicial/

Se você esta sem tempo pra ler a matéria, veja o vídeo abaixo

A hipertensão, ou pressão alta, como é mais conhecida é um problema muito comum no Brasil. Se não tratada pode causar ataque cardíaco, problemas de rim e AVC. Muitos fatores contribuem para a ocorrência de pressão alta, entre eles obesidade, alto consumo de bebidas alcoólicas, estresse, uso de pílulas anticoncepcionais, doenças no fígado e fatores genéticos.

Pessoas com problemas de hipertensão arterial geralmente tomam remédios para baixar a pressão, mas existem opções naturais que complementam esse tratamento.

1. Sementes de Melancia

Sementes de melancia contêm cucurbocitrina, que a ajuda a ampliar as veias e melhoram as funções renais. Além disso, pesquisas mostraram que melancia ajuda a baixar a pressão.

Misture a mesma quantidade de sementes de papoula e de melancia moídas. Coma uma colher de chá da mistura em jejum toda manhã.

Outra opção é colocar duas colheres de chá de sementes de melancia numa xícara de água fervida. Deixe em fusão por uma hora e coe. Consuma quatro colheres de chá dessa água ao longo do dia.

2. Limão

O limão deixa os vasos sanguíneos mais flexíveis o que ajuda a diminuir a pressão arterial. Basta consumir suco de limão regularmente.

3. Bananas

As bananas podem ajudar a controlar a pressão arterial, se consumidas regularmente. Isso se dá pela sua alta concentração de potássio que ajuda a diminuir os efeitos do sódio no corpo. Coma uma ou duas bananas por dia.

4. Alho

Em qualquer modo de preparo ou apenas cru o alho ajuda a diminuir a pressão arterial e os níveis de colesterol ao dilatar os vasos sanguíneos.
Consuma de um a dois gomos de alho socados por dia. O ato de socar os pedaços de alho libera sulfeto de hidrogênio que melhora o fluxo sanguíneo e tira a pressão do coração. Caso consuma o alho cru, beba um copo de leite para amenizar o gosto.

Uma alternativa é misturar 5 ou 6 gotas da água do alho em quatro colheres de chá de água e consumir duas vezes ao dia.

5. Água de Coco

É muito importante se manter hidratado quando se tem hipertensão, por isso, a água de coco ajuda a abaixar a pressão alta por ser altamente hidratante. Recomenda-se beber de 8 a 10 copos de água de coco por dia.

6. Aipo

O aipo contém substâncias químicas que relaxam os músculos do coração e ajudam a melhorar o fluxo de sangue para o órgão, ajudando a abaixar a pressão. O ideal é consumir um talo de aipo com um copo de água por dia.

7. Cebola

As cebolas são ricas em antioxidantes que abaixam a pressão arterial. Basta consumir uma cebola crua de tamanho médio por dia. Também é possível fazer uma receita alternativa: misture meia colher de chá do líquido da cebola com meia colher de chá de mel e tome duas vezes por dia, pelo período de 1 a 2 semanas.

8. Pimenta Caiena

Ao impedir que as plaquetas se grudem, a pimenta caiena ajuda no fluxo de sangue do corpo. Seu uso é bem simples: basta adicionar pimenta caiena aos pratos que você consumir. É possível encontrar pimenta caiena em pó em lojas de produtos naturais.

9. Sementes de feno-grego

Provavelmente você nunca ouviu falar, mas feno-grego contém potássio e fibras que ajudam a controlar a pressão arterial. As sementes de feno-grego são encontradas em lojas de produtos naturais. Para consumir é fácil: ferva duas colheres de chá de sementes de feno-grego por dois minutos e coe o líquido. Bata as sementes no liquidificador até virar uma pasta. Coma a pasta todo dia em jejum e antes de dormir pelo período de dois a três meses.

10. Mel

Mel relaxa os vasos sanguíneos e abaixa a pressão arterial, além de fácil de consumir e uma delícia. Basta tomar duas colheres de chá de mel em jejum todos os dias.
Além disso, você pode adoçar vários sucos com mel, como suco de gengibre ou de limão, por exemplo. Você pode consumir mel por até duas vezes ao dia.

Esse artigo procurou mostrar alternativas naturais que complementem o tratamento para a hipertensão arterial. Entretanto, é imprescindível que você consulte o médico para avaliar a sua saúde e a sua pressão, pois as consequências da pressão alta são dramáticas.

Gostou das receitas? Veja quais alimentos podem se combinar e aproveite!

Fonte: 10 Power Foods That Lower Blood Pressure Naturally

via-https://www.natureba.net/dez-opcoes-saudaveis-para-combater-a-hipertensao-arterial/

Ingredientes:
4 ovos (claras e gemas separadas)
1 e 1/2 xícara (chá) de adoçante tipo forno e fogão
5 colheres (sopa) de margarina light
6 colheres (sopa) de cacau em pó
3 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 e 1/2 xícara (chá) leite desnatado
1 colher (sopa) de fermento em pó
Margarina light e farinha de trigo para untar
Chocolate granulado diet para polvilhar
Recheio e cobertura:
500ml de leite desnatado
1 caixa de pó para pudim diet sabor chocolate
3 colheres (sopa) de achocolatado em pó diet
1 receita de leite condensado diet
4 colheres (sopa) de rum
1 colher (sopa) de margarina light
Leite condensado diet:
10 colheres (sopa) de leite em pó desnatado
3/4 de xícara (chá) de água quente
1/2 colher (sopa) de margarina
1 colher (sopa) de adoçante

Modo de preparo:
Para o leite condensado, bata todos os ingredientes no liquidificador e leve à geladeira por 30 minutos. Na batedeira, bata as claras em neve e reserve. Em outra tigela, ainda na batedeira, bata as gemas com o adoçante e a margarina. Junte o cacau, a farinha e o leite e bata até ficar homogêneo. Junte as claras em neve e o fermento e misture com uma colher. Coloque em uma fôrma de 26cm untada e enfarinhada e leve ao forno médio, preaquecido, por 40 minutos. Deixe esfriar e desenforme. Bata no liquidificador os ingredientes do recheio, transfira para uma panela e leve ao fogo médio, mexendo sem parar até engrossar. Corte o bolo ao meio, recheie com metade do creme já frio e cubra com o creme restante. Polvilhe com granulado, leve à geladeira por 2 horas e sirva.

fonte-https://www.facebook.com/CozinhaMaravilhosaOFicia

.Ingredientes:
1 pacote de pão de forma
1 lata molho de tomate
300 gramas de presunto
300 gramas de mussarela
1 copo de requeijão
1 caixinha de creme de leite
1 tomate
orégano a gosto

.Preparo:
Unte uma travessa com margarina, coloque uma camada de pão, em cima do pão coloque uma camada de molho, depois uma camada de presunto, uma de mussarela, o requeijão, uma camada de molho, outra camada de pão, em cima do pão uma camada de creme de leite, uma camada de presunto, finalize com mussarela, tomate e orégano.Leve ao forno até borbulhar e o queijo derreter.

fonte-https://www.facebook.com/pg/ReceitasTotalmenteDemais/

Página 5 de 1.541« Primeiro...56...10...Último »
© 2017 · Se for copiar, cite a fonte!
Site Desenvolvido por: