Post Aleatório

CANELONE MASSA DE PASTEL

INGREDIENTES

  • 1 rolo de massa de pastel aproximadamente 500 g
  • 300 g de presunto
  • 300 g de mussarela
  • 1 pacote ou lata de molho temperado
  • Azeite
  • Queijo ralado
  • MODO DE PREPARO

    1. Abra a massa de pastel, forre com 1 fatia de presunto e por cima 1 de queijo
    2. Enrole bem apertado a massa como rocambole
    3. Corte numa espessura de mais ou menos 3 dedos, coloque os rolinhos em uma forma e cubra com o molho pronto
    4. Acrescente por cima o queijo ralado e leve ao forno aproximadamente por 10 minutos
    5. fonte-https://www.facebook.com/tudogostoso/

Seus fios quebram com facilidade e o crescimento está lento? Existem produtos no mercado que podem ajudar, mas existem opções mais naturais, bem menos agressivas para o nosso couro cabeludo. Confira o vídeo com uma receita de máscara super fortalecedora que vai fornecer todos os nutrientes que seu cabelo precisa:

Obs: Para não perder os próximos vídeos, assine o canal Beleza e Saúde no Youtube.

Receita da Máscara Fortalecedora

Ingredientes

  • 1 pedaço de abacate
  • 1 gema de ovo
  • 1 colher de sopa de óleo vegetal
  • 1 tampinha de pantenol
  • 1 colher de sopa de aloe vera
  • 4 gotas de óleo essencial de alecrim
  • 4 gotas de óleo essencial de hortelã

Como preparar a máscara?

Coloque o abacate em um mixer ou liquidificador. Acrescente a gema do ovo e bata até se transformar em um creme. Coloque em um recipiente e adicione os ingredientes. Misture bem. Passe a mistura em todo o couro cabeludo até umedecer por completo. Nas pontas dos fios coloque o óleo vegetal. Deixe agir por 30 minutos e depois lave os cabelos normalmente com shampoo e condicionador.

Vídeo: Receita Caseira de Máscara Fortalecedora para os Cabelos

Sobre os Ingredientes

Abacate: o abacate contém antioxidante e aminoácidos que são benéficos para o crescimento saudável do cabelo. É rico em gorduras boas, nutre e hidrata os cabelos secos e danificados, tornando os fios mais saudáveis e fortes.

Gema de Ovo: a gema de ovo caipira é riquíssima em vitaminas, minerais, aminoácidos e proteínas. Ajuda no crescimento dos fios e compõe a estrutura do cabelo. É rica em gorduras que age com um hidratante dos fios.

Óleo vegetal: ajuda na hidratação do cabelo. Os melhores óleos para hidratar os cabelos são: óleo de coco, abacate, gérmen de trigo, amêndoas, jojoba e semente de uva.

Vídeo: Receita Caseira de Máscara Fortalecedora para os Cabelos

Pantenol: é precursor da vitamina B5, por isso ele também é chamado de pró vitamina B5. Nos cabelos, ele proporciona hidratação prolongada, resistência, maleabilidade, leveza, brilho, redução das pontas duplas e ajuda na recuperação dos fios. Você pode comprar o pantenol puro ou o famoso Bepantol que tem em qualquer farmácia. Veja mais informações aqui.

Aloe vera: contém agentes naturais ativos que fortalecem e hidratam os fios de cabelo enfraquecidos. Tem a capacidade de renovar cabelo, estimulando o crescimento de novos cabelos. .

Óleo essencial de alecrim: é extremamente rico em antioxidantes, os quais combatem os radicais livres, sendo, portanto uma boa opção para combater a queda de cabelo. O alecrim é bom tanto para regenerar, tratar a queda e estimular o crescimento do cabelo. .

Óleo essencial de hortelã: tem em sua composição propriedades que ajudam a parar a queda de cabelo e também a evitar a queda e até mesmo utilizada em tratamentos de calvície, pois ela estimula os folículos capilares. A hortelã regula a produção de sebo do couro cabeludo..

Eu sei que essa receita dá um pouco de trabalho, mas é assim: tudo que vale a pena dá um pouquinho de trabalho mesmo. Se você quiser, você pode simplificar a receita. Por exemplo: você pode usar somente o abacate, a gema do ovo e o óleo vegetal. Quanto mais completa a receita, melhor; mas isso não quer dizer que você não vai obter benefícios com uma receita mais simples. Todos os ingredientes são úteis e possuem nutrientes e vitaminas que um cabelo fraco precisa.

É claro que o ideal é, além de aplicar a máscara fortalecedora, tentar descobrir a raiz do problema com seu cabelo. Elas podem ser várias, como má alimentação (falta de vitaminas e minerais), cansaço, estresse, doenças, desequilíbrio hormonal ou uso excessivo de secadores e prancha. Tratar a raiz do problema é fundamental, mas esse tratamento com uma boa máscara fortalecedora também ajuda bastante.

 

-fonte   Beleza e Saúde

Ingredientes
9 xícaras de chá de mamão verde com casca ralado ou picado em cubinhos pequeninos
2 xícaras de chá de água
7 xícaras de chá de açúcar cristal
3 paus de canela
200 gramas de coco seco ralado
5 cravos

.
Modo de Preparo
Coloque o mamão de molho em água por mais ou menos 8 horas e em seguida exaguar varias vez ate que sair o amargo escorra bem.
Em uma panela com fogo alto, misture bem a água restante, a canela, o açúcar, o coco, o cravo e o mamão e deixe ferver.
Agora em fogo bem baixinho, cozinhe a mistura até o mamão ficar bem molinho, aproximadamente 40 minutos.
Obs: Esse doce deve ser servido gelado.
Uma dica é combiná-lo com uma fatia de queijo minas ao servir.

fonte-

Cozinha Maravilhosa:

1. O modo de preparo é igual para pães doces e salgados?
Pedro explica que o processo é basicamente o mesmo, mas a diferença está no preparo de massas doces, que devem começar sendo feitas pela técnica da “esponja”. “Se a massa estiver com 15% ou mais de açúcar ou 25% ou mais de gordura, deve-se fazer uma esponja com uma parte da farinha de trigo, da água e todo o fermento da receita”. Nas receitas doces, este é o primeiro passo. Misture primeiro a farinha, a água, o fermento e espere cerca de 15 a 20 minutos para agir. Depois é só acrescentar os outros ingredientes pedidos na receita.
2. A temperatura dos ingredientes interfere no resultado final?
“Sim. A massa deve sair com uma temperatura entre 23ºC e 25ºC após a mistura dos ingredientes. Se ela sai com uma temperatura elevada, o pão começa a fermentar rápido demais. Usar qualquer líquido morno acelera a fermentação, o que não é bom para o pão, pois perde qualidade, aroma e sabor. Para isso a água tem que estar gelada (cerca de 5ºC)”.
3. Minha massa fica mole e não desgruda das mãos. Como a deixo mais firme?
“A massa mole significa que está muito hidratada. Mas massa que gruda na mão não quer dizer que está errada e muito hidratada! Para a massa não grudar na mão, diminua a quantidade de água da receita”.
4. Qual é a diferença entre o fermento biológico seco e o fermento fresco?
Pedro explica que a diferença está na forma como foram produzidos. “O fermento seco é desidratado, tornando-o mais concentrado e 3 vezes mais “forte”. Por isso, a quantidade de fermento seco usado na massa tem que ser menor que o fermento fresco. Por exemplo: se a receita pede fermento fresco , mas você só tem o seco, divida o peso do fermento por três”.
Pão de aveia com farinha integral
5. Entre a farinha integral e a farinha branca, qual é a melhor escolha?
Tudo depende de cada receita. “Pães com farinha integral tendem a ser mais densos (pela farinha conter menos glúten) e ricos em fibras. Pães brancos são macios e mais leves”. A diferença entre as farinhas se dá pelo processo de produção e moagem do grão.
6. Há diferença entre sovar o pão com a mão e sovar com a ajuda de equipamentos?
“Não. Qualquer pão pode ser feito na mão, batedeira ou amassadeira (equipamento profissional). O mais importante é desenvolver o glúten. Fazer um pão na mão demora mais tempo que na batedeira ou amassadeira, esta é a diferença”.
7. Por que a massa precisa descansar?
“Toda vez que a massa é manipulada, é necessário deixá-la descansar porque o glúten é elástico e ele precisa relaxar para a massa não rasgar ou para massa não “voltar” na hora de modelar”.
8. Como saber se minha massa cresceu o suficiente?
Pedro explica que a massa cresce cerca de 1 vez e meia em relação tamanho original. “Uma outra dica é tocar no pão e senti-lo macio (deve ficar com a marca do dedo no pão após o toque)”.
Pães, saindo do forno, fresquinh e quentinho, delicia
9. Por que meu pão fica assado por fora, mas cru por dentro?
Atente-se à temperatura alta do forno: “Para pães doces, use o forno por cerca de 150/160ºC. Para pães com casca, usar por cerca de 180ºC”.
10. Pães têm prazo de validade?
Sim, apesar de ser difícil definir um prazo padrão de duração. “A validade pode diminuir se o pão for mais úmido ou recheado ou se a manipulação for em local com pouca higiene. Para garantir que o pão dure mais, o melhor é guardá-lo dentro de um saco plástico na geladeira. Ele deve durar ao menos 5 dias”. Lembre-se: os pães recheados duram bem menos por terem o recheio úmido.
11. Por que meu pão ficou duro e seco?
Pedro diz que “a farinha é quem manda na receita”. Como ela está em toda a receita, normalmente o restante dos ingredientes é calculado em cima do peso da farinha. “O que pode deixar o pão duro e seco é a falta de técnica, como não desenvolver bem o glúten na sova da massa, ou colocar pouco líquido na massa”. Entre os ingredientes que ajudam na maciez do pão é a gordura (manteiga, azeite ou óleo) e o açúcar.
12. E afinal, o que é glúten?
É uma proteína presente no grão de trigo, centeio, aveia e outros cereais. Ele está na farinha branca e integral,
comumente utilizadas na produção de diversos alimentos, inclusive pães.

fonte-https://www.facebook.com/CozinhaMaravilhosaOFicial/

Página 1 de 1.53812...5...Último »
© 2017 · Se for copiar, cite a fonte!
Site Desenvolvido por: